Welcome!

IBM Cloud Authors: Pat Romanski, Yeshim Deniz, Liz McMillan, Elizabeth White, John Esposito

News Feed Item

Lenovo informa resultados do segundo trimestre de 2012 e 2013

A Lenovo Group informou hoje os resultados de seu segundo trimestre fiscal encerrado em 30 de setembro de 2012. Superando o mercado em todas as áreas geográficas, a Lenovo continuou seu esforço para se tornar o fornecedor principal na indústria de computadores, com recorde de vendas trimestrais de US$ 8,7 bilhões, um aumento de 11% em relação ao ano anterior. Crescendo mais rapidamente do que as quatro principais empresas de computadores por três anos consecutivos, a Lenovo também obteve outro recorde trimestral de US$ 204 milhões antes dos impostos, prova de que a empresa continua a se beneficiar do seu histórico de crescimento lucrativo.

Durante o segundo trimestre fiscal, as remessas de computadores da Lenovo no mundo cresceram 10,3%, num mercado difícil que teve redução de 8% em relação ao ano anterior, o 14º trimestre consecutivo em que a empresa cresceu mais rapidamente do que a indústria de computadores como um todo. Neste ambiente estimulante, a Lenovo alcançou sua fatia de mercado mais elevada no mundo de 15,6%*, ganhando pontos de participação em todas as regiões, com todas as categorias de produto em que compete e em todos os respectivos segmentos de clientes.

Este crescimento equilibrado tornou-se uma marca da Lenovo nos últimos três anos, e é o resultado do foco contínuo da empresa na sua estratégia de "proteger e atacar", em que a Lenovo reforça sua posição nos lugares ou mercados onde opera um negócio sólido e atinge simultaneamente novos lugares ou mercados onde se apresentam oportunidades para alcançar ainda mais clientes. Entrar nestes novos mercados é essencial para a Lenovo manter sua posição de liderança na era PC Plus onde os tablets, smartphones e smart TVs continuam a ganhar força e mantêm a aceitação recorde do cliente.

Além de impressionantes ganhos de fatia de mercado, a Lenovo comunicou um lucro líquido de US$ 162 milhões no segundo trimestre, um aumento de 13% em relação ao ano anterior, com margem bruta de 12,1%. O lucro bruto do segundo trimestre fiscal aumentou 11% em relação ao ano anterior, para US$ 1,1 bilhão, enquanto o lucro operacional do segundo trimestre foi de US$ 206 milhões, um aumento de 24% em relação ao ano anterior.

Os ganhos básicos por ação no segundo trimestre fiscal foram de 1,58 centavo de dólar ou 12,55 centavos de HK (dólar de Hong Kong). As reservas líquidas de caixa em 30 de junho de 2012 totalizaram US$ 3,6 bilhões. O conselho diretor declarou dividendos preliminares de 4,5 centavos de dólares de Hong Kong por ação.

Com a era PC Plus se concretizando, a Lenovo fez vários movimentos ousados durante o segundo trimestre fiscal para solidificar sua posição de liderança, anunciando duas aquisições importantes: A CCE, conhecida no Brasil como líder em computadores e eletrônicos de consumo, que amplia significativamente a presença da Lenovo no terceiro maior mercado mundial de computadores, incluindo capacidades de fabricação, e a Stoneware, empresa de software com sede em Indiana, com foco em computação em nuvem, vão ajudar a Lenovo a aumentar sua capacidade de ofertas comerciais e de consumo em nuvem, principalmente a capacidade de fornecer conteúdo seguro em vários dispositivos nos setores de educação e governo.

Duas semana atrás, a Lenovo anunciou uma parceria global com a EMC, criando um programa de desenvolvimento de tecnologia de servidor que vai ajudar a levar inovação e expandir os recursos da Lenovo com servidores padrão da indústria, de x86. Como parte do acordo, a Lenovo vai colocar esses servidores no mercado por conta própria e vai incorporá-los ao longo do tempo a sistemas selecionados de armazenamento da EMC. Na semana passada, a Lenovo anunciou a formação do Enterprise Product Group, uma nova unidade de negócios que vai se concentrar na expansão das ofertas de servidores, armazenamento, rede e software voltadas para uma variedade de clientes comerciais, incluindo grandes empresas, pequenas e médias empresas e integradores de sistemas.

Também durante o segundo trimestre, a Lenovo anunciou a abertura de uma linha de produção na Carolina do Norte, criando cento e quinze novos empregos na indústria, reforçando sua posição competitiva como empresa global, com fortes raízes locais.

"Com a forte execução de nossa estratégia de proteção e ataque, a Lenovo continuou sua dinâmica de crescimento forte e equilibrado. Nossa participação de mercado mundial de computadores atingiu uma outra alta histórica, deixando a empresa mais perto do nosso sonho de ser a líder mundial em computadores de mesa. Com o esforço de quatro anos, nosso negócio de computadores para o consumidor tornou-se o número um do mundo pela primeira vez neste segmento. Nosso negócio de smartphones na China, que começou há apenas dois anos, mais uma vez reforçou a posição da empresa como a segunda maior", disse Yang Yuanqing, presidente e diretor executivo da Lenovo. "Mais importante, não só crescemos rapidamente, mas também melhoramos nossa rentabilidade de forma consistente, com rendimento bruto atingindo um recorde neste trimestre. Como os mercados emergentes fora da China e de negócios maduros transacionais entraram em fase de crescimento rentável, e nossa linha de produtos digitais residenciais e de internet móvel (Mobile Internet and Digital Home, MIDH) continuam a crescer, a rentabilidade global da Lenovo continuará a melhorar."

VISÃO GEOGRÁFICA GERAL

  • A Lenovo China obteve US$ 3,9 bilhões em vendas consolidadas no quarto trimestre fiscal, um aumento de 20% em relação ao ano anterior, responsável por 44% do volume total de vendas da empresa em todo o mundo. Durante o segundo trimestre, a Lenovo assumiu a posição de principal fornecedora na China, alcançando uma fatia de mercado de 34%, um aumento de 2,4 pontos de ano para ano. As vendas de computadores da Lenovo na China tiveram um aumento de 8% no trimestre em relação ao ano anterior, um resultado significativo, considerando que o mercado de computadores na China estava estável. Sendo a principal fornecedora de computadores na China, as remessas de computadores da Lenovo são maiores do que a dos outros quatro principais fornecedores combinados. Vale observar que a Lenovo é uma força contínua em cidades emergentes da China, e a empresa continua a construir sua reputação com ofertas de produtos como smartphones, tablets e smart TVs, conduzindo os clientes da China para a era PC Plus.
  • Na região Ásia-Pacífico/América Latina, a Lenovo alcançou uma fatia de mercado de 11,5% no segundo trimestre fiscal, 1,6 pontos acima em relação ao ano anterior. Em um mercado de computadores que caiu 10% em relação ao ano anterior, a empresa aumentou suas remessas de computadores em toda a região em surpreendentes 5%. A Lenovo foi a vendedora líder de computadores no Japão, o quinto maior mercado de computadores do mundo, e também na Índia, onde a empresa cresceu 31,8% e ganhou 4,8 pontos de fatia de mercado em relação ao ano anterior. Nos países da América Latina (não incluindo o Brasil), a Lenovo registrou sua primeira fatia de mercado global de dois dígitos, apresentando 4,1 pontos de participação em relação ao ano anterior As vendas consolidadas de toda a região totalizaram US$ 1,8 bilhão para 21% das vendas mundiais da Lenovo.
  • Pela primeira vez, a Lenovo na Europa Oriente Médio e África alcançou participação de mercado de dois dígitos, encerrando o segundo trimestre fiscal a 10,8%, um aumento de 3,0 pontos de participação em relação ao ano anterior. Esses ganhos ajudaram a Lenovo a tornar-se a terceira maior fornecedora de computadores na Europa, Oriente Médio e África. Os ganhos das ações da Lenovo foram consistentes em toda a região, crescendo em todos os mercados. Entre os destaques do segundo trimestre estão as posições de principal empresa na Rússia e na Alemanha, onde a Lenovo ganhou 3,9 pontos de participação adicional em relação ao ano anterior. Apesar da redução de 8% da indústria em geral em toda a região, a Lenovo aumentou suas remessas de computadores em 27% em relação ao ano anterior, um resultado impressionante. A empresa obteve vendas consolidadas de US$ 1,8 bilhão no segundo trimestre, um aumento de 12% em relação ao ano anterior, e bom para 21% do total de vendas da Lenovo em todo o mundo.
  • As remessas de computadores da Lenovo na América do Norte no segundo trimestre fiscal aumentaram 8% em relação ao ano anterior, em um mercado que caiu drasticamente cerca de 12%. Nesse ambiente, a empresa aumentou 1,6 pontos de participação a uma quota recorde de mercado de 8,3% nos EUA. As vendas consolidadas do segundo trimestre aumentaram 7% em relação ao ano anterior para US$ 1,2 bilhão, ou 14% das vendas totais mundiais da empresa. Desencadeada por um aumento de dez vezes da sua presença no varejo nos EUA, a Lenovo viu ganhos significativos de vendas nos negócios de consumo. O crescimento da conta comercial foi igualmente forte na região.

VISÃO GERAL DO PRODUTO

  • Pela primeira vez, a Lenovo tornou-se a maior fornecedora mundial de notebooks. As vendas de notebooks da empresa em nível mundial no trimestre aumentaram 11,3% em relação ao ano anterior, o que ajudou a Lenovo a ganhar 2,6 pontos de participação e alcançar um alto recorde de participação de mercado de 16%. Na indústria, as vendas de notebooks diminuíram 7% em comparação com o ano anterior. Os notebooks da Lenovo continuaram a ser o produto de maior contribuição para as vendas da empresa em todo o mundo, gerando 53% da receita total de vendas da Lenovo. As vendas consolidadas dos negócios de notebooks da Lenovo em todo o mundo no segundo trimestre fiscal totalizaram US$ 4,6 bilhões, um aumento de 3% em relação ao ano anterior. Durante o segundo trimestre, a Lenovo anunciou uma impressionante variedade de novos produtos: ThinkPad X1 Carbon, ThinkPad T430u ultrabook, e ThinkPad Tablet 2, o primeiro tablet da empresa especificamente orientado para Windows 8. No mês passado, a Lenovo chamou a atenção da indústria com o anúncio de três novos conversíveis, Yoga 13, Lynx e Twist, tablets que viram, torcem, dobram e separam, e são projetados para o Windows 8.
  • As vendas consolidadas mundiais de computadores Lenovo Desktop tiveram um aumento de 5% no segundo trimestre fiscal, em relação ao ano anterior, alcançando US$ 2,8 bilhões, ou 32% da receita total de vendas da Lenovo. As vendas mundiais de computadores de mesa da empresa aumentaram 8,8% no segundo trimestre em relação ao ano anterior, em comparação com uma redução geral da indústria de 9% em nível mundial. Como resultado, a Lenovo ganhou 2,6 pontos de participação em relação ao ano anterior e alcançou um alto recorde de participação de mercado de 15%. Durante o segundo trimestre, a Lenovo anunciou seu novo IdeaCentre A520, um novo computador de mesa tudo-em-um com tela compacta de 23 polegadas 1080p, sem moldura, que suporta multi-toque com um ângulo de tela amplamente ajustável (de -5 a 90 graus plano) com imagem perfeita em qualquer ângulo para que os usuários possam assistir filmes, jogar jogos baseados em toque e desfrutar de bate-papos em vídeo, em qualquer posição.
  • Entrando no seu segundo ano completo de operações, o grupo Lenovo de produtos digitais residenciais e de internet móvel (Mobile Internet and Digital Home, MIDH) está avançando a passos largos, com vendas consolidadas de US$ 718 milhões, um aumento de 155% em relação ao ano anterior no segundo trimestre fiscal, e 8% das vendas totais da empresa. Com smartphones e tablets liderando a carga de PC Plus da empresa, a Lenovo continuou a superar o hiper-crescimento de vendas na China, e é agora a segunda maior fornecedora dessas categorias de produtos na China. A Lenovo ganhou uma incrível participação de 12,5 pontos em smartphones no segundo trimestre em comparação com o ano anterior para uma quota de mercado global de 14,2% na China. Durante o segundo trimestre, a Lenovo anunciou que vai começar a vender smartphones na Indonésia, Filipinas e Vietnã, e na semana passada, acrescentou a Índia.

SOBRE A LENOVO

A Lenovo (HKSE: 992) (ADR: LNVGY) é uma empresa de tecnologia pessoal de US$ 30 bilhões – a segunda maior empresa de computadores do mundo, atendendo clientes em mais de 160 países. Dedicados a produzir dispositivos de Internet móvel e PCs excepcionalmente projetados, os negócios da Lenovo são criados a partir de inovação de produtos, uma cadeia global de suprimentos altamente eficiente e forte execução estratégica. Formada com a aquisição da antiga divisão de computadores da IBM pela Lenovo Group, a empresa desenvolve, fabrica e comercializa serviços e produtos tecnológicos fáceis de usar, seguros, confiáveis e de alta qualidade. Suas linhas de produtos incluem os lendários computadores de consumo da marca Idea e os computadores comerciais da marca Think, além de servidores, estações de trabalho e uma família de dispositivos de Internet móvel que inclui tablets e smartphones. A Lenovo, uma empresa global Fortune 500, tem importantes centros de pesquisa em Yamato, Japão; Pequim, Xangai e Shenzhen, na China, e Raleigh, na Carolina do Norte. Para mais informações, confira www.lenovo.com.

*Veja os dados da IDC (International Data Corporation) – 3° trimestre de 2012

RESUMO FINANCEIRO

       

Segundo trimestre encerrado em 30 de setembro de 2012

(em milhões de US$, exceto para dados de participação acionária)

 
 
2º trimestre
12/13
 
2º trimestre
11/12
 
em relação ao ano anterior
CHG
Vendas 8.672   7.786   11%
Lucro bruto 1.050   947   11%
Margem de lucro bruto 12,1%   12,2%   -0,1 pontos
Despesas operacionais (844)   (781)   8%
Índice de despesas para receita 9,7%   10,0%   -0,3 pontos
Lucro operacional 206   166   24%
Outras despesas não operacionais (2)   (1)   47%
Receita antes dos impostos 204   165   24%
Tributação (41)   (20)   103%
Lucro no período 163   145   13%
Participação minoritária (1)   (1)   12%
Lucro atribuível aos acionistas 162   144   13%
Lucro por ação (centavos de US$)          
Básica 1,58   1,41   0,17
Diluída 1,55   1,38   0,17

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

@ThingsExpo Stories
A strange thing is happening along the way to the Internet of Things, namely far too many devices to work with and manage. It has become clear that we'll need much higher efficiency user experiences that can allow us to more easily and scalably work with the thousands of devices that will soon be in each of our lives. Enter the conversational interface revolution, combining bots we can literally talk with, gesture to, and even direct with our thoughts, with embedded artificial intelligence, wh...
Whether your IoT service is connecting cars, homes, appliances, wearable, cameras or other devices, one question hangs in the balance – how do you actually make money from this service? The ability to turn your IoT service into profit requires the ability to create a monetization strategy that is flexible, scalable and working for you in real-time. It must be a transparent, smoothly implemented strategy that all stakeholders – from customers to the board – will be able to understand and comprehe...
When people aren’t talking about VMs and containers, they’re talking about serverless architecture. Serverless is about no maintenance. It means you are not worried about low-level infrastructural and operational details. An event-driven serverless platform is a great use case for IoT. In his session at @ThingsExpo, Animesh Singh, an STSM and Lead for IBM Cloud Platform and Infrastructure, will detail how to build a distributed serverless, polyglot, microservices framework using open source tec...
Connected devices and the industrial internet are growing exponentially every year with Cisco expecting 50 billion devices to be in operation by 2020. In this period of growth, location-based insights are becoming invaluable to many businesses as they adopt new connected technologies. Knowing when and where these devices connect from is critical for a number of scenarios in supply chain management, disaster management, emergency response, M2M, location marketing and more. In his session at @Th...
In his keynote at 18th Cloud Expo, Andrew Keys, Co-Founder of ConsenSys Enterprise, provided an overview of the evolution of the Internet and the Database and the future of their combination – the Blockchain. Andrew Keys is Co-Founder of ConsenSys Enterprise. He comes to ConsenSys Enterprise with capital markets, technology and entrepreneurial experience. Previously, he worked for UBS investment bank in equities analysis. Later, he was responsible for the creation and distribution of life sett...
Cloud Expo, Inc. has announced today that Andi Mann returns to 'DevOps at Cloud Expo 2016' as Conference Chair The @DevOpsSummit at Cloud Expo will take place on November 1-3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. "DevOps is set to be one of the most profound disruptions to hit IT in decades," said Andi Mann. "It is a natural extension of cloud computing, and I have seen both firsthand and in independent research the fantastic results DevOps delivers. So I am excited t...
"We work in the area of Big Data analytics and Big Data analytics is a very crowded space - you have Hadoop, ETL, warehousing, visualization and there's a lot of effort trying to get these tools to talk to each other," explained Mukund Deshpande, head of the Analytics practice at Accelerite, in this SYS-CON.tv interview at 18th Cloud Expo, held June 7-9, 2016, at the Javits Center in New York City, NY.
"delaPlex is a software development company. We do team-based outsourcing development," explained Mark Rivers, COO and Co-founder of delaPlex Software, in this SYS-CON.tv interview at 18th Cloud Expo, held June 7-9, 2016, at the Javits Center in New York City, NY.
IoT is rapidly changing the way enterprises are using data to improve business decision-making. In order to derive business value, organizations must unlock insights from the data gathered and then act on these. In their session at @ThingsExpo, Eric Hoffman, Vice President at EastBanc Technologies, and Peter Shashkin, Head of Development Department at EastBanc Technologies, discussed how one organization leveraged IoT, cloud technology and data analysis to improve customer experiences and effi...
Basho Technologies has announced the latest release of Basho Riak TS, version 1.3. Riak TS is an enterprise-grade NoSQL database optimized for Internet of Things (IoT). The open source version enables developers to download the software for free and use it in production as well as make contributions to the code and develop applications around Riak TS. Enhancements to Riak TS make it quick, easy and cost-effective to spin up an instance to test new ideas and build IoT applications. In addition to...
The idea of comparing data in motion (at the sensor level) to data at rest (in a Big Data server warehouse) with predictive analytics in the cloud is very appealing to the industrial IoT sector. The problem Big Data vendors have, however, is access to that data in motion at the sensor location. In his session at @ThingsExpo, Scott Allen, CMO of FreeWave, discussed how as IoT is increasingly adopted by industrial markets, there is going to be an increased demand for sensor data from the outermos...
CenturyLink has announced that application server solutions from GENBAND are now available as part of CenturyLink’s Networx contracts. The General Services Administration (GSA)’s Networx program includes the largest telecommunications contract vehicles ever awarded by the federal government. CenturyLink recently secured an extension through spring 2020 of its offerings available to federal government agencies via GSA’s Networx Universal and Enterprise contracts. GENBAND’s EXPERiUS™ Application...
The cloud market growth today is largely in public clouds. While there is a lot of spend in IT departments in virtualization, these aren’t yet translating into a true “cloud” experience within the enterprise. What is stopping the growth of the “private cloud” market? In his general session at 18th Cloud Expo, Nara Rajagopalan, CEO of Accelerite, explored the challenges in deploying, managing, and getting adoption for a private cloud within an enterprise. What are the key differences between wh...
Presidio has received the 2015 EMC Partner Services Quality Award from EMC Corporation for achieving outstanding service excellence and customer satisfaction as measured by the EMC Partner Services Quality (PSQ) program. Presidio was also honored as the 2015 EMC Americas Marketing Excellence Partner of the Year and 2015 Mid-Market East Partner of the Year. The EMC PSQ program is a project-specific survey program designed for partners with Service Partner designations to solicit customer feedbac...
The IoT is changing the way enterprises conduct business. In his session at @ThingsExpo, Eric Hoffman, Vice President at EastBanc Technologies, discussed how businesses can gain an edge over competitors by empowering consumers to take control through IoT. He cited examples such as a Washington, D.C.-based sports club that leveraged IoT and the cloud to develop a comprehensive booking system. He also highlighted how IoT can revitalize and restore outdated business models, making them profitable ...
There are several IoTs: the Industrial Internet, Consumer Wearables, Wearables and Healthcare, Supply Chains, and the movement toward Smart Grids, Cities, Regions, and Nations. There are competing communications standards every step of the way, a bewildering array of sensors and devices, and an entire world of competing data analytics platforms. To some this appears to be chaos. In this power panel at @ThingsExpo, moderated by Conference Chair Roger Strukhoff, Bradley Holt, Developer Advocate a...
SYS-CON Events has announced today that Roger Strukhoff has been named conference chair of Cloud Expo and @ThingsExpo 2016 Silicon Valley. The 19th Cloud Expo and 6th @ThingsExpo will take place on November 1-3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. "The Internet of Things brings trillions of dollars of opportunity to developers and enterprise IT, no matter how you measure it," stated Roger Strukhoff. "More importantly, it leverages the power of devices and the Interne...
The cloud promises new levels of agility and cost-savings for Big Data, data warehousing and analytics. But it’s challenging to understand all the options – from IaaS and PaaS to newer services like HaaS (Hadoop as a Service) and BDaaS (Big Data as a Service). In her session at @BigDataExpo at @ThingsExpo, Hannah Smalltree, a director at Cazena, provided an educational overview of emerging “as-a-service” options for Big Data in the cloud. This is critical background for IT and data profession...
In addition to all the benefits, IoT is also bringing new kind of customer experience challenges - cars that unlock themselves, thermostats turning houses into saunas and baby video monitors broadcasting over the internet. This list can only increase because while IoT services should be intuitive and simple to use, the delivery ecosystem is a myriad of potential problems as IoT explodes complexity. So finding a performance issue is like finding the proverbial needle in the haystack.
Apixio Inc. has raised $19.3 million in Series D venture capital funding led by SSM Partners with participation from First Analysis, Bain Capital Ventures and Apixio’s largest angel investor. Apixio will dedicate the proceeds toward advancing and scaling products powered by its cognitive computing platform, further enabling insights for optimal patient care. The Series D funding comes as Apixio experiences strong momentum and increasing demand for its HCC Profiler solution, which mines unstruc...