Click here to close now.

Welcome!

Websphere Authors: Liz McMillan, JP Morgenthal, Elizabeth White, AppDynamics Blog, Roger Strukhoff

News Feed Item

Lenovo informa resultados do terceiro trimestre de 2013/2014

O grupo Lenovo anunciou hoje resultados recordes do terceiro trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013, impulsionados por uma forte execução global, um portfólio de produtos inovadores e um mix crescente das receitas do PC Plus. A receita trimestral foi de US$ 10,8 bilhões, um aumento de 15% na comparação de ano para ano, ultrapassando o marco de US$ 10 bilhões pela primeira vez. O lucro do terceiro trimestre cresceu ainda mais rápido, com aumento do rendimento antes dos impostos de 30% em relação ao ano anterior para US$ 321 milhões, enquanto os ganhos aumentaram em 30% em relação ao ano anterior, para US$ 265 milhões. A Lenovo enviou um número recorde de 32,6 milhões de aparelhos no trimestre ou quase cinco aparelhos a cada segundo. O mix de vendas da Lenovo para o terceiro trimestre da divisão de produtos digitais residenciais e de internet móvel, que desenvolve produtos PC Plus como smartphones, tablets e TVs inteligentes foi de 16% do total das receitas, um aumento de 11% em comparação ao ano anterior e 7% de dois anos atrás, com constante aumento de lucratividade.

Pelo terceiro trimestre consecutivo, a Lenovo foi a maior fornecedora mundial de computadores*, com a maior quota trimestral de mercado de 18,5%, um aumento de 2,4 pontos em comparação com o ano anterior. O recorde de maior fatia de mercado na região do Oriente Médio, Europa e África, Ásia-Pacífico e China, onde a empresa ficou posicionada como a número um em cinco dos sete maiores mercados globais de computadores – apoiou esse forte desempenho. As vendas de computadores da Lenovo para o terceiro trimestre fiscal foram de 15,3 milhões de unidades, sendo mais uma vez a empresa com o crescimento mais rápido dos cinco principais fabricantes de computadores. Este também foi o 19º trimestre consecutivo em que a Lenovo superou a indústria como um todo, crescendo 14 pontos neste mercado.

Também pelo terceiro trimestre consecutivo, as remessas combinadas de smartphones e tablets da Lenovo – 17,3 milhões de dispositivos – ultrapassaram os 15,3 milhões de computadores vendidos. A empresa também continuou a ser a quarta maior fornecedora de smartphones do mundo com 4,8% de participação de mercado, aumentando as vendas em 47% de ano para ano, impulsionada pelo excelente desempenho dos lançamentos de smartphones em diversos novos mercados. Em tablets, a Lenovo teve um recorde de 3,4 milhões de remessas, um aumento de mais de 300% de ano para ano. A força do tablet foi impulsionada pelo lançamento do Yoga Tablet, o primeiro tablet multimodo do mundo. Juntos, esses resultados ilustram claramente a transformação do PC Plus da Lenovo.

"A Lenovo teve um excelente desempenho no último trimestre, alcançando recordes tanto de receita quanto de lucro. Aproveitando a forte execução da nossa estratégia, produtos inovadores e crescimento dos nossos negócios de PC Plus, continuamos cumprindo nosso compromisso de aumentar nossa lucratividade, e estamos confiantes de que manteremos esse impulso nos nossos negócios já existentes", disse Yang Yuanqing, presidente e diretor executivo da Lenovo. "Além disso, as aquisições de servidores da Motorola e IBM que acabamos de anunciar são um ajuste perfeito para nossa estratégia de PC Plus. Como a nossa prioridade atual é a plena participação nos processos de aprovação regulatórios, tenho certeza de que a partir do primeiro dia depois do fechamento, essas empresas começarão a contribuir rapidamente para o nosso desempenho e se tornarão pilares de crescimento sustentável de longo prazo."

O lucro bruto da empresa no terceiro trimestre fiscal aumentou 15% de ano para ano, para US$ 1,36 bilhão, com margem bruta de 12,6%. O lucro operacional do trimestre aumentou 37% de ano para ano, totalizando US$ 334 milhões. Os rendimentos básicos por ação no terceiro trimestre fiscal foram de 2,56 centavos de dólar ou 19,85 centavos de HK. As reservas líquidas de caixa em 31 de dezembro de 2013 totalizaram US$ 3,4 bilhões.

VISÃO GEOGRÁFICA GERAL

A Lenovo da China registrou US$ 4 bilhões em receitas no terceiro trimestre fiscal, relativamente estável de ano para ano, representando 37% das receitas da empresa em todo o mundo. O desempenho na China refletiu uma desaceleração temporária no mercado local de computadores, que se estabilizou e está vendo um aumento nos preços, enquanto que urbanização, atualização corporativa e inovações de produtos PC Plus estão conduzindo a demanda futura. Durante o terceiro trimestre, a Lenovo fortaleceu ainda mais sua posição como a principal fabricante de computadores da China, com participação de mercado na China de 37,9, um aumento de 0,5 ponto na comparação com o ano anterior, como a número dois em smartphones e número três em tablets.

Na região da Ásia Pacífico, a receita da Lenovo totalizou US$ 1,6 bilhão no terceiro trimestre ou 15% da receita mundial da empresa, um aumento de 22% em comparação com o ano anterior. A execução sólida levou a um forte crescimento das vendas de smartphones e os tablets tiveram um hiper crescimento em países da Associação das nações do sudeste da Ásia. A Lenovo também recuperou sua posição de número um em computadores, com uma participação de mercado recorde de 15,9%, aumento de 2,0 pontos na comparação com o ano anterior, alcançando um marco de vendas de 1 milhão de smartphones.

A receita da Lenovo na região da Europa/Oriente Médio/África (EMEA) viu um crescimento de 25% no terceiro trimestre fiscal alcançando US$ 2,9 bilhões, representando 27% da receita mundial da Lenovo. Durante o trimestre, a Lenovo reforçou sua forte posição de número dois em computadores com remessas de computadores de até 27%, superando o mercado em 33 pontos percentuais, protegendo as vendas de computadores corporativos e atacando em SMB e computadores voltados para o consumidor. A Lenovo é agora número um em 11 países do Oriente Médio, Europa e África. Notadamente, a região do Oriente Médio, Europa e África também abriu caminho nas vendas de tablets, aumentando as remessas em quase 450% na comparação de ano para ano.

A receita nas Américasfoi de US$ 2,3 bilhões para o terceiro trimestre fiscal, um aumento de 36% em comparação com o ano anterior, representando 21% da receita mundial da empresa. A região das Américas viu crescimento de 28% nas vendas de computadores, um ganho de quota de 2,7 pontos para chegar a 11% por cento de participação, superando o mercado em 31 pontos percentuais. Desempenho no Brasil – impulsionado por uma gestão forte, dimensionamento de uma nova fábrica e integração de CCE – resultando em um crescimento de remessas de computadores de 378%, para um recorde de 18,6% de participação de mercado no país. Os negócios de computadores nos EUA continuam a desempenhar um papel significativo na região das Américas, com remessas de até 21% em comparação ao ano anterior, e 15 pontos de participação de mercado.

VISÃO GERAL DO PRODUTO

Durante o terceiro trimestre fiscal, os computadores Laptop (notebooks) da Lenovo foram os maiores contribuintes para a receita mundial da Empresa, gerando 50% da receita total da Lenovo. Na indústria, as vendas de notebooks diminuíram 6,3% em comparação ao ano anterior. Apesar do cenário difícil, as vendas consolidadas dos negócios de notebooks da Lenovo no mundo totalizaram no terceiro trimestre fiscal US$ 5,4 bilhões, um aumento de 11% em comparação ao ano anterior. A empresa obteve 2,7 pontos de participação e alcançou uma participação de mercado de 18,8%. Durante o terceiro trimestre fiscal, a Empresa anunciou o Lenovo A10, um notebook dual-mode com preço acessível, ultra-portátil, e o primeiro da empresa a utilizar o Android 4.2 OS. Pesando menos de 1 kg e medindo apenas 17,3 milímetros no seu ponto mais espesso, o Lenovo A10 é um dos mais finos e leves notebooks de consumo do mercado atual.

As vendas de computadores Desktop da Lenovo cresceram 9,1% no mundo em comparação ao ano anterior durante o terceiro trimestre fiscal, comparadas com um recuo na indústria como um todo de 3%. Como resultado, a Lenovo ganhou 2 pontos de participação em comparação ao ano anterior e alcançou uma participação de mercado de 18%. As vendas consolidadas dos computadores desktop da Lenovo aumentaram em 12% em comparação ao ano anterior no terceiro trimestre para US$ 3,2 bilhões, ou 29% da receita total da Lenovo. Durante o trimestre, a Lenovo anunciou quatro novos desktops all-in-one, aumentando a vantagem da empresa na competitividade dessa categoria de produto. O destaque foi o super-widescreen Lenovo B750, com sua tela de 29 polegadas. De acordo com a IDC, a Lenovo é a número um no mercado de AIO em todo o mundo, em ambos os segmentos de consumo e comerciais.

As vendas consolidadas dos produtos Mobile Internet and Digital Home (MIDH) da Lenovo, incluindo smartphones e tablets, aumentaram 73% em comparação ao ano anterior durante o terceiro trimestre fiscal para US$ 1,7 bilhão, representando 16% da receita total da empresa durante o trimestre. As vendas de tablets aumentaram 326% em comparação ao ano anterior, um recorde de 3,4 milhões de unidades, com uma participação de mercado de 4,3%. Durante seu terceiro trimestre fiscal, a Lenovo anunciou seu Yoga Tablet multimodo com três modos únicos: parado, inclinado e suporte, proporcionando aos consumidores a melhor maneira de usar um tablet e uma bateria com duração de incríveis 18 horas. O Yoga Tablet foi anunciado em um evento de lançamento ao vivo com o ator Ashton Kutcher, que estreou como o mais novo engenheiro de produto da Lenovo. Também foi anunciado no terceiro trimestre o tablet Miix2 de 8 polegadas da Lenovo, uma continuação de seu popular antecessor, o Lenovo Miix Tablet.

ACOMPANHAMENTO DE RECORDES DE M&A E AQUISIÇÕES RECENTES DA LENOVO

Desde o fechamento da aquisição da divisão de computadores pessoais da IBM e da linha ThinkPad em 2005, conseguimos com sucesso seis integrações, incluindo a joint venture com a NEC no Japão, a aquisição da Medion na Alemanha, a aquisição da CCE no Brasil, a parceria estratégica e joint venture com a EMC nos EUA, a aquisição da Stoneware nos EUA e sua joint venture com a Compal na China. Durante este tempo, a Lenovo tornou-se a empresa número um de computadores do mundo, número 2 como fabricante de computadores+tablet, número três como fabricante de dispositivos inteligente conectados, ao mesmo tempo aumentando a receita e a rentabilidade diversas vezes.

A Lenovo recentemente anunciou investimentos nos negócios de servidores Motorola Mobility e IBM que são os próximos passos lógicos na estratégia de sucesso do "PC Plus". Após a conclusão da transação de servidores da IBM, a Lenovo será a empresa número 3 em servidores globalmente em um negócio com margens mais elevadas que os computadores. Com a compra da Motorola, a Lenovo torna-se o terceiro maior fabricante de smartphones. Uma ampla variedade de oportunidades de redução de custos e escala, a icônica marca Motorola e a oportunidade de expandir o alcance global da Motorola colocará rapidamente este negócio em um caminho tangível para o sucesso. Com esta compra, a Lenovo acredita firmemente que acelerará o alcance geográfico e a competitividade de seus negócios de smartphones, tablets e servidores já existentes, assegurando um crescimento futuro ainda mais forte e mais sustentável.

*consulte os dados IDC do 4.º trimestre de 2013

SOBRE A LENOVO

A Lenovo (HKSE: 0992) (Pink Sheets: LNVGY) é uma empresa de tecnologia pessoal de US$ 34 bilhões – a maior empresa de computadores do mundo, atendendo clientes em mais de 160 países. Dedicados a produzir dispositivos de internet móvel e computadores excepcionalmente projetados, os negócios da Lenovo são criados a partir de inovação de produtos, uma cadeia global de suprimentos altamente eficiente e forte execução estratégica. Formada com a aquisição da antiga divisão de computadores pessoais da IBM pelo Grupo Lenovo, a empresa desenvolve, fabrica e comercializa serviços e produtos tecnológicos fáceis de usar, seguros, confiáveis e de alta qualidade. Suas linhas de produtos incluem os lendários computadores de consumo da marca Idea e os computadores comerciais da marca Think, além de servidores, estações de trabalho e uma família de dispositivos de internet móvel que inclui tablets e smartphones. A Lenovo, uma empresa global Fortune 500, tem importantes centros de pesquisa em Yamato, no Japão, Pequim, Xangai e Shenzhen, na China, e Raleigh, na Carolina do Norte, EUA. Para obter informações adicionais, acesse www.lenovo.com.

         

GRUPO LENOVO

RESUMO FINANCEIRO

Para o trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013

 

(em milhões de US$, exceto para dados de participação acionária)

 
 
3.º trimestre
2013/2014
   
3.º trimestre
2012/2013
   
em relação ao ano anterior
CHG
Receita 10.789       9.359       15 %
Lucro bruto 1.363       1.190       15 %
Margem de lucro bruto 12,6 %     12,7 %     -0,1pt  
Despesas operacionais (1.029 )     (947 )     9 %
Índice de despesas para receita 9,5 %     10,1 %     -0,6 pt  
Lucro operacional 334       243       37 %
Outras despesas/rendimentos não operacionais (13 )     3       n/a  
Receita bruta 321       246       30 %
Tributação (56 )     (46 )     20 %
Lucro no período 265       200       33 %
Participação minoritária 0       (5 )     n/a  
Lucro atribuível aos acionistas 265       205       30 %
Lucro por ação (centavos de US$)
Básica 2,56 1,99
Diluída 2,52       1,96        

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

@ThingsExpo Stories
The Domain Name Service (DNS) is one of the most important components in networking infrastructure, enabling users and services to access applications by translating URLs (names) into IP addresses (numbers). Because every icon and URL and all embedded content on a website requires a DNS lookup loading complex sites necessitates hundreds of DNS queries. In addition, as more internet-enabled ‘Things' get connected, people will rely on DNS to name and find their fridges, toasters and toilets. According to a recent IDG Research Services Survey this rate of traffic will only grow. What's driving t...
The 4th International Internet of @ThingsExpo, co-located with the 17th International Cloud Expo - to be held November 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA - announces that its Call for Papers is open. The Internet of Things (IoT) is the biggest idea since the creation of the Worldwide Web more than 20 years ago.
Today’s enterprise is being driven by disruptive competitive and human capital requirements to provide enterprise application access through not only desktops, but also mobile devices. To retrofit existing programs across all these devices using traditional programming methods is very costly and time consuming – often prohibitively so. In his session at @ThingsExpo, Jesse Shiah, CEO, President, and Co-Founder of AgilePoint Inc., discussed how you can create applications that run on all mobile devices as well as laptops and desktops using a visual drag-and-drop application – and eForms-buildi...
The Internet of Things promises to transform businesses (and lives), but navigating the business and technical path to success can be difficult to understand. In his session at @ThingsExpo, Sean Lorenz, Technical Product Manager for Xively at LogMeIn, demonstrated how to approach creating broadly successful connected customer solutions using real world business transformation studies including New England BioLabs and more.
The recent trends like cloud computing, social, mobile and Internet of Things are forcing enterprises to modernize in order to compete in the competitive globalized markets. However, enterprises are approaching newer technologies with a more silo-ed way, gaining only sub optimal benefits. The Modern Enterprise model is presented as a newer way to think of enterprise IT, which takes a more holistic approach to embracing modern technologies.
The true value of the Internet of Things (IoT) lies not just in the data, but through the services that protect the data, perform the analysis and present findings in a usable way. With many IoT elements rooted in traditional IT components, Big Data and IoT isn’t just a play for enterprise. In fact, the IoT presents SMBs with the prospect of launching entirely new activities and exploring innovative areas. CompTIA research identifies several areas where IoT is expected to have the greatest impact.
Every day we read jaw-dropping stats on the explosion of data. We allocate significant resources to harness and better understand it. We build businesses around it. But we’ve only just begun. For big payoffs in Big Data, CIOs are turning to cognitive computing. Cognitive computing’s ability to securely extract insights, understand natural language, and get smarter each time it’s used is the next, logical step for Big Data.
There's no doubt that the Internet of Things is driving the next wave of innovation. Google has spent billions over the past few months vacuuming up companies that specialize in smart appliances and machine learning. Already, Philips light bulbs, Audi automobiles, and Samsung washers and dryers can communicate with and be controlled from mobile devices. To take advantage of the opportunities the Internet of Things brings to your business, you'll want to start preparing now.
With major technology companies and startups seriously embracing IoT strategies, now is the perfect time to attend @ThingsExpo in Silicon Valley. Learn what is going on, contribute to the discussions, and ensure that your enterprise is as "IoT-Ready" as it can be! Internet of @ThingsExpo, taking place Nov 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, is co-located with 17th Cloud Expo and will feature technical sessions from a rock star conference faculty and the leading industry players in the world. The Internet of Things (IoT) is the most profound change in personal an...
P2P RTC will impact the landscape of communications, shifting from traditional telephony style communications models to OTT (Over-The-Top) cloud assisted & PaaS (Platform as a Service) communication services. The P2P shift will impact many areas of our lives, from mobile communication, human interactive web services, RTC and telephony infrastructure, user federation, security and privacy implications, business costs, and scalability. In his session at @ThingsExpo, Robin Raymond, Chief Architect at Hookflash, will walk through the shifting landscape of traditional telephone and voice services ...
The 17th International Cloud Expo has announced that its Call for Papers is open. 17th International Cloud Expo, to be held November 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, brings together Cloud Computing, APM, APIs, Microservices, Security, Big Data, Internet of Things, DevOps and WebRTC to one location. With cloud computing driving a higher percentage of enterprise IT budgets every year, it becomes increasingly important to plant your flag in this fast-expanding business opportunity. Submit your speaking proposal today!
Explosive growth in connected devices. Enormous amounts of data for collection and analysis. Critical use of data for split-second decision making and actionable information. All three are factors in making the Internet of Things a reality. Yet, any one factor would have an IT organization pondering its infrastructure strategy. How should your organization enhance its IT framework to enable an Internet of Things implementation? In his session at Internet of @ThingsExpo, James Kirkland, Chief Architect for the Internet of Things and Intelligent Systems at Red Hat, described how to revolutioniz...
All major researchers estimate there will be tens of billions devices - computers, smartphones, tablets, and sensors - connected to the Internet by 2020. This number will continue to grow at a rapid pace for the next several decades. With major technology companies and startups seriously embracing IoT strategies, now is the perfect time to attend @ThingsExpo, June 9-11, 2015, at the Javits Center in New York City. Learn what is going on, contribute to the discussions, and ensure that your enterprise is as "IoT-Ready" as it can be
The security devil is always in the details of the attack: the ones you've endured, the ones you prepare yourself to fend off, and the ones that, you fear, will catch you completely unaware and defenseless. The Internet of Things (IoT) is nothing if not an endless proliferation of details. It's the vision of a world in which continuous Internet connectivity and addressability is embedded into a growing range of human artifacts, into the natural world, and even into our smartphones, appliances, and physical persons. In the IoT vision, every new "thing" - sensor, actuator, data source, data con...
Container frameworks, such as Docker, provide a variety of benefits, including density of deployment across infrastructure, convenience for application developers to push updates with low operational hand-holding, and a fairly well-defined deployment workflow that can be orchestrated. Container frameworks also enable a DevOps approach to application development by cleanly separating concerns between operations and development teams. But running multi-container, multi-server apps with containers is very hard. You have to learn five new and different technologies and best practices (libswarm, sy...
SYS-CON Events announced today that DragonGlass, an enterprise search platform, will exhibit at SYS-CON's 16th International Cloud Expo®, which will take place on June 9-11, 2015, at the Javits Center in New York City, NY. After eleven years of designing and building custom applications, OpenCrowd has launched DragonGlass, a cloud-based platform that enables the development of search-based applications. These are a new breed of applications that utilize a search index as their backbone for data retrieval. They can easily adapt to new data sets and provide access to both structured and unstruc...
There's Big Data, then there's really Big Data from the Internet of Things. IoT is evolving to include many data possibilities like new types of event, log and network data. The volumes are enormous, generating tens of billions of logs per day, which raise data challenges. Early IoT deployments are relying heavily on both the cloud and managed service providers to navigate these challenges. In her session at Big Data Expo®, Hannah Smalltree, Director at Treasure Data, discussed how IoT, Big Data and deployments are processing massive data volumes from wearables, utilities and other machines...
Buzzword alert: Microservices and IoT at a DevOps conference? What could possibly go wrong? In this Power Panel at DevOps Summit, moderated by Jason Bloomberg, the leading expert on architecting agility for the enterprise and president of Intellyx, panelists will peel away the buzz and discuss the important architectural principles behind implementing IoT solutions for the enterprise. As remote IoT devices and sensors become increasingly intelligent, they become part of our distributed cloud environment, and we must architect and code accordingly. At the very least, you'll have no problem fil...
SYS-CON Events announced today that MetraTech, now part of Ericsson, has been named “Silver Sponsor” of SYS-CON's 16th International Cloud Expo®, which will take place on June 9–11, 2015, at the Javits Center in New York, NY. Ericsson is the driving force behind the Networked Society- a world leader in communications infrastructure, software and services. Some 40% of the world’s mobile traffic runs through networks Ericsson has supplied, serving more than 2.5 billion subscribers.
The worldwide cellular network will be the backbone of the future IoT, and the telecom industry is clamoring to get on board as more than just a data pipe. In his session at @ThingsExpo, Evan McGee, CTO of Ring Plus, Inc., discussed what service operators can offer that would benefit IoT entrepreneurs, inventors, and consumers. Evan McGee is the CTO of RingPlus, a leading innovative U.S. MVNO and wireless enabler. His focus is on combining web technologies with traditional telecom to create a new breed of unified communication that is easily accessible to the general consumer. With over a de...