Welcome!

IBM Cloud Authors: Elizabeth White, Pat Romanski, Liz McMillan, Ed Featherston, William Schmarzo

News Feed Item

Lenovo informa resultados do terceiro trimestre de 2013/2014

O grupo Lenovo anunciou hoje resultados recordes do terceiro trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013, impulsionados por uma forte execução global, um portfólio de produtos inovadores e um mix crescente das receitas do PC Plus. A receita trimestral foi de US$ 10,8 bilhões, um aumento de 15% na comparação de ano para ano, ultrapassando o marco de US$ 10 bilhões pela primeira vez. O lucro do terceiro trimestre cresceu ainda mais rápido, com aumento do rendimento antes dos impostos de 30% em relação ao ano anterior para US$ 321 milhões, enquanto os ganhos aumentaram em 30% em relação ao ano anterior, para US$ 265 milhões. A Lenovo enviou um número recorde de 32,6 milhões de aparelhos no trimestre ou quase cinco aparelhos a cada segundo. O mix de vendas da Lenovo para o terceiro trimestre da divisão de produtos digitais residenciais e de internet móvel, que desenvolve produtos PC Plus como smartphones, tablets e TVs inteligentes foi de 16% do total das receitas, um aumento de 11% em comparação ao ano anterior e 7% de dois anos atrás, com constante aumento de lucratividade.

Pelo terceiro trimestre consecutivo, a Lenovo foi a maior fornecedora mundial de computadores*, com a maior quota trimestral de mercado de 18,5%, um aumento de 2,4 pontos em comparação com o ano anterior. O recorde de maior fatia de mercado na região do Oriente Médio, Europa e África, Ásia-Pacífico e China, onde a empresa ficou posicionada como a número um em cinco dos sete maiores mercados globais de computadores – apoiou esse forte desempenho. As vendas de computadores da Lenovo para o terceiro trimestre fiscal foram de 15,3 milhões de unidades, sendo mais uma vez a empresa com o crescimento mais rápido dos cinco principais fabricantes de computadores. Este também foi o 19º trimestre consecutivo em que a Lenovo superou a indústria como um todo, crescendo 14 pontos neste mercado.

Também pelo terceiro trimestre consecutivo, as remessas combinadas de smartphones e tablets da Lenovo – 17,3 milhões de dispositivos – ultrapassaram os 15,3 milhões de computadores vendidos. A empresa também continuou a ser a quarta maior fornecedora de smartphones do mundo com 4,8% de participação de mercado, aumentando as vendas em 47% de ano para ano, impulsionada pelo excelente desempenho dos lançamentos de smartphones em diversos novos mercados. Em tablets, a Lenovo teve um recorde de 3,4 milhões de remessas, um aumento de mais de 300% de ano para ano. A força do tablet foi impulsionada pelo lançamento do Yoga Tablet, o primeiro tablet multimodo do mundo. Juntos, esses resultados ilustram claramente a transformação do PC Plus da Lenovo.

"A Lenovo teve um excelente desempenho no último trimestre, alcançando recordes tanto de receita quanto de lucro. Aproveitando a forte execução da nossa estratégia, produtos inovadores e crescimento dos nossos negócios de PC Plus, continuamos cumprindo nosso compromisso de aumentar nossa lucratividade, e estamos confiantes de que manteremos esse impulso nos nossos negócios já existentes", disse Yang Yuanqing, presidente e diretor executivo da Lenovo. "Além disso, as aquisições de servidores da Motorola e IBM que acabamos de anunciar são um ajuste perfeito para nossa estratégia de PC Plus. Como a nossa prioridade atual é a plena participação nos processos de aprovação regulatórios, tenho certeza de que a partir do primeiro dia depois do fechamento, essas empresas começarão a contribuir rapidamente para o nosso desempenho e se tornarão pilares de crescimento sustentável de longo prazo."

O lucro bruto da empresa no terceiro trimestre fiscal aumentou 15% de ano para ano, para US$ 1,36 bilhão, com margem bruta de 12,6%. O lucro operacional do trimestre aumentou 37% de ano para ano, totalizando US$ 334 milhões. Os rendimentos básicos por ação no terceiro trimestre fiscal foram de 2,56 centavos de dólar ou 19,85 centavos de HK. As reservas líquidas de caixa em 31 de dezembro de 2013 totalizaram US$ 3,4 bilhões.

VISÃO GEOGRÁFICA GERAL

A Lenovo da China registrou US$ 4 bilhões em receitas no terceiro trimestre fiscal, relativamente estável de ano para ano, representando 37% das receitas da empresa em todo o mundo. O desempenho na China refletiu uma desaceleração temporária no mercado local de computadores, que se estabilizou e está vendo um aumento nos preços, enquanto que urbanização, atualização corporativa e inovações de produtos PC Plus estão conduzindo a demanda futura. Durante o terceiro trimestre, a Lenovo fortaleceu ainda mais sua posição como a principal fabricante de computadores da China, com participação de mercado na China de 37,9, um aumento de 0,5 ponto na comparação com o ano anterior, como a número dois em smartphones e número três em tablets.

Na região da Ásia Pacífico, a receita da Lenovo totalizou US$ 1,6 bilhão no terceiro trimestre ou 15% da receita mundial da empresa, um aumento de 22% em comparação com o ano anterior. A execução sólida levou a um forte crescimento das vendas de smartphones e os tablets tiveram um hiper crescimento em países da Associação das nações do sudeste da Ásia. A Lenovo também recuperou sua posição de número um em computadores, com uma participação de mercado recorde de 15,9%, aumento de 2,0 pontos na comparação com o ano anterior, alcançando um marco de vendas de 1 milhão de smartphones.

A receita da Lenovo na região da Europa/Oriente Médio/África (EMEA) viu um crescimento de 25% no terceiro trimestre fiscal alcançando US$ 2,9 bilhões, representando 27% da receita mundial da Lenovo. Durante o trimestre, a Lenovo reforçou sua forte posição de número dois em computadores com remessas de computadores de até 27%, superando o mercado em 33 pontos percentuais, protegendo as vendas de computadores corporativos e atacando em SMB e computadores voltados para o consumidor. A Lenovo é agora número um em 11 países do Oriente Médio, Europa e África. Notadamente, a região do Oriente Médio, Europa e África também abriu caminho nas vendas de tablets, aumentando as remessas em quase 450% na comparação de ano para ano.

A receita nas Américasfoi de US$ 2,3 bilhões para o terceiro trimestre fiscal, um aumento de 36% em comparação com o ano anterior, representando 21% da receita mundial da empresa. A região das Américas viu crescimento de 28% nas vendas de computadores, um ganho de quota de 2,7 pontos para chegar a 11% por cento de participação, superando o mercado em 31 pontos percentuais. Desempenho no Brasil – impulsionado por uma gestão forte, dimensionamento de uma nova fábrica e integração de CCE – resultando em um crescimento de remessas de computadores de 378%, para um recorde de 18,6% de participação de mercado no país. Os negócios de computadores nos EUA continuam a desempenhar um papel significativo na região das Américas, com remessas de até 21% em comparação ao ano anterior, e 15 pontos de participação de mercado.

VISÃO GERAL DO PRODUTO

Durante o terceiro trimestre fiscal, os computadores Laptop (notebooks) da Lenovo foram os maiores contribuintes para a receita mundial da Empresa, gerando 50% da receita total da Lenovo. Na indústria, as vendas de notebooks diminuíram 6,3% em comparação ao ano anterior. Apesar do cenário difícil, as vendas consolidadas dos negócios de notebooks da Lenovo no mundo totalizaram no terceiro trimestre fiscal US$ 5,4 bilhões, um aumento de 11% em comparação ao ano anterior. A empresa obteve 2,7 pontos de participação e alcançou uma participação de mercado de 18,8%. Durante o terceiro trimestre fiscal, a Empresa anunciou o Lenovo A10, um notebook dual-mode com preço acessível, ultra-portátil, e o primeiro da empresa a utilizar o Android 4.2 OS. Pesando menos de 1 kg e medindo apenas 17,3 milímetros no seu ponto mais espesso, o Lenovo A10 é um dos mais finos e leves notebooks de consumo do mercado atual.

As vendas de computadores Desktop da Lenovo cresceram 9,1% no mundo em comparação ao ano anterior durante o terceiro trimestre fiscal, comparadas com um recuo na indústria como um todo de 3%. Como resultado, a Lenovo ganhou 2 pontos de participação em comparação ao ano anterior e alcançou uma participação de mercado de 18%. As vendas consolidadas dos computadores desktop da Lenovo aumentaram em 12% em comparação ao ano anterior no terceiro trimestre para US$ 3,2 bilhões, ou 29% da receita total da Lenovo. Durante o trimestre, a Lenovo anunciou quatro novos desktops all-in-one, aumentando a vantagem da empresa na competitividade dessa categoria de produto. O destaque foi o super-widescreen Lenovo B750, com sua tela de 29 polegadas. De acordo com a IDC, a Lenovo é a número um no mercado de AIO em todo o mundo, em ambos os segmentos de consumo e comerciais.

As vendas consolidadas dos produtos Mobile Internet and Digital Home (MIDH) da Lenovo, incluindo smartphones e tablets, aumentaram 73% em comparação ao ano anterior durante o terceiro trimestre fiscal para US$ 1,7 bilhão, representando 16% da receita total da empresa durante o trimestre. As vendas de tablets aumentaram 326% em comparação ao ano anterior, um recorde de 3,4 milhões de unidades, com uma participação de mercado de 4,3%. Durante seu terceiro trimestre fiscal, a Lenovo anunciou seu Yoga Tablet multimodo com três modos únicos: parado, inclinado e suporte, proporcionando aos consumidores a melhor maneira de usar um tablet e uma bateria com duração de incríveis 18 horas. O Yoga Tablet foi anunciado em um evento de lançamento ao vivo com o ator Ashton Kutcher, que estreou como o mais novo engenheiro de produto da Lenovo. Também foi anunciado no terceiro trimestre o tablet Miix2 de 8 polegadas da Lenovo, uma continuação de seu popular antecessor, o Lenovo Miix Tablet.

ACOMPANHAMENTO DE RECORDES DE M&A E AQUISIÇÕES RECENTES DA LENOVO

Desde o fechamento da aquisição da divisão de computadores pessoais da IBM e da linha ThinkPad em 2005, conseguimos com sucesso seis integrações, incluindo a joint venture com a NEC no Japão, a aquisição da Medion na Alemanha, a aquisição da CCE no Brasil, a parceria estratégica e joint venture com a EMC nos EUA, a aquisição da Stoneware nos EUA e sua joint venture com a Compal na China. Durante este tempo, a Lenovo tornou-se a empresa número um de computadores do mundo, número 2 como fabricante de computadores+tablet, número três como fabricante de dispositivos inteligente conectados, ao mesmo tempo aumentando a receita e a rentabilidade diversas vezes.

A Lenovo recentemente anunciou investimentos nos negócios de servidores Motorola Mobility e IBM que são os próximos passos lógicos na estratégia de sucesso do "PC Plus". Após a conclusão da transação de servidores da IBM, a Lenovo será a empresa número 3 em servidores globalmente em um negócio com margens mais elevadas que os computadores. Com a compra da Motorola, a Lenovo torna-se o terceiro maior fabricante de smartphones. Uma ampla variedade de oportunidades de redução de custos e escala, a icônica marca Motorola e a oportunidade de expandir o alcance global da Motorola colocará rapidamente este negócio em um caminho tangível para o sucesso. Com esta compra, a Lenovo acredita firmemente que acelerará o alcance geográfico e a competitividade de seus negócios de smartphones, tablets e servidores já existentes, assegurando um crescimento futuro ainda mais forte e mais sustentável.

*consulte os dados IDC do 4.º trimestre de 2013

SOBRE A LENOVO

A Lenovo (HKSE: 0992) (Pink Sheets: LNVGY) é uma empresa de tecnologia pessoal de US$ 34 bilhões – a maior empresa de computadores do mundo, atendendo clientes em mais de 160 países. Dedicados a produzir dispositivos de internet móvel e computadores excepcionalmente projetados, os negócios da Lenovo são criados a partir de inovação de produtos, uma cadeia global de suprimentos altamente eficiente e forte execução estratégica. Formada com a aquisição da antiga divisão de computadores pessoais da IBM pelo Grupo Lenovo, a empresa desenvolve, fabrica e comercializa serviços e produtos tecnológicos fáceis de usar, seguros, confiáveis e de alta qualidade. Suas linhas de produtos incluem os lendários computadores de consumo da marca Idea e os computadores comerciais da marca Think, além de servidores, estações de trabalho e uma família de dispositivos de internet móvel que inclui tablets e smartphones. A Lenovo, uma empresa global Fortune 500, tem importantes centros de pesquisa em Yamato, no Japão, Pequim, Xangai e Shenzhen, na China, e Raleigh, na Carolina do Norte, EUA. Para obter informações adicionais, acesse www.lenovo.com.

         

GRUPO LENOVO

RESUMO FINANCEIRO

Para o trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013

 

(em milhões de US$, exceto para dados de participação acionária)

 
 
3.º trimestre
2013/2014
   
3.º trimestre
2012/2013
   
em relação ao ano anterior
CHG
Receita 10.789       9.359       15 %
Lucro bruto 1.363       1.190       15 %
Margem de lucro bruto 12,6 %     12,7 %     -0,1pt  
Despesas operacionais (1.029 )     (947 )     9 %
Índice de despesas para receita 9,5 %     10,1 %     -0,6 pt  
Lucro operacional 334       243       37 %
Outras despesas/rendimentos não operacionais (13 )     3       n/a  
Receita bruta 321       246       30 %
Tributação (56 )     (46 )     20 %
Lucro no período 265       200       33 %
Participação minoritária 0       (5 )     n/a  
Lucro atribuível aos acionistas 265       205       30 %
Lucro por ação (centavos de US$)
Básica 2,56 1,99
Diluída 2,52       1,96        

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

@ThingsExpo Stories
"We've discovered that after shows 80% if leads that people get, 80% of the conversations end up on the show floor, meaning people forget about it, people forget who they talk to, people forget that there are actual business opportunities to be had here so we try to help out and keep the conversations going," explained Jeff Mesnik, Founder and President of ContentMX, in this SYS-CON.tv interview at 18th Cloud Expo, held June 7-9, 2016, at the Javits Center in New York City, NY.
The 19th International Cloud Expo has announced that its Call for Papers is open. Cloud Expo, to be held November 1-3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, brings together Cloud Computing, Big Data, Internet of Things, DevOps, Digital Transformation, Microservices and WebRTC to one location. With cloud computing driving a higher percentage of enterprise IT budgets every year, it becomes increasingly important to plant your flag in this fast-expanding business opportuni...
“delaPlex Software provides software outsourcing services. We have a hybrid model where we have onshore developers and project managers that we can place anywhere in the U.S. or in Europe,” explained Manish Sachdeva, CEO at delaPlex Software, in this SYS-CON.tv interview at @ThingsExpo, held June 7-9, 2016, at the Javits Center in New York City, NY.
From wearable activity trackers to fantasy e-sports, data and technology are transforming the way athletes train for the game and fans engage with their teams. In his session at @ThingsExpo, will present key data findings from leading sports organizations San Francisco 49ers, Orlando Magic NBA team. By utilizing data analytics these sports orgs have recognized new revenue streams, doubled its fan base and streamlined costs at its stadiums. John Paul is the CEO and Founder of VenueNext. Prior ...
IoT is rapidly changing the way enterprises are using data to improve business decision-making. In order to derive business value, organizations must unlock insights from the data gathered and then act on these. In their session at @ThingsExpo, Eric Hoffman, Vice President at EastBanc Technologies, and Peter Shashkin, Head of Development Department at EastBanc Technologies, discussed how one organization leveraged IoT, cloud technology and data analysis to improve customer experiences and effi...
The Internet of Things will challenge the status quo of how IT and development organizations operate. Or will it? Certainly the fog layer of IoT requires special insights about data ontology, security and transactional integrity. But the developmental challenges are the same: People, Process and Platform and how we integrate our thinking to solve complicated problems. In his session at 19th Cloud Expo, Craig Sproule, CEO of Metavine, will demonstrate how to move beyond today's coding paradigm ...
Internet of @ThingsExpo, taking place November 1-3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA, is co-located with the 19th International Cloud Expo and will feature technical sessions from a rock star conference faculty and the leading industry players in the world and ThingsExpo Silicon Valley Call for Papers is now open.
Big Data engines are powering a lot of service businesses right now. Data is collected from users from wearable technologies, web behaviors, purchase behavior as well as several arbitrary data points we’d never think of. The demand for faster and bigger engines to crunch and serve up the data to services is growing exponentially. You see a LOT of correlation between “Cloud” and “Big Data” but on Big Data and “Hybrid,” where hybrid hosting is the sanest approach to the Big Data Infrastructure pro...
A critical component of any IoT project is what to do with all the data being generated. This data needs to be captured, processed, structured, and stored in a way to facilitate different kinds of queries. Traditional data warehouse and analytical systems are mature technologies that can be used to handle certain kinds of queries, but they are not always well suited to many problems, particularly when there is a need for real-time insights.
"My role is working with customers, helping them go through this digital transformation. I spend a lot of time talking to banks, big industries, manufacturers working through how they are integrating and transforming their IT platforms and moving them forward," explained William Morrish, General Manager Product Sales at Interoute, in this SYS-CON.tv interview at 18th Cloud Expo, held June 7-9, 2016, at the Javits Center in New York City, NY.
With 15% of enterprises adopting a hybrid IT strategy, you need to set a plan to integrate hybrid cloud throughout your infrastructure. In his session at 18th Cloud Expo, Steven Dreher, Director of Solutions Architecture at Green House Data, discussed how to plan for shifting resource requirements, overcome challenges, and implement hybrid IT alongside your existing data center assets. Highlights included anticipating workload, cost and resource calculations, integrating services on both sides...
"We are a well-established player in the application life cycle management market and we also have a very strong version control product," stated Flint Brenton, CEO of CollabNet,, in this SYS-CON.tv interview at 18th Cloud Expo, held June 7-9, 2016, at the Javits Center in New York City, NY.
Unless your company can spend a lot of money on new technology, re-engineering your environment and hiring a comprehensive cybersecurity team, you will most likely move to the cloud or seek external service partnerships. In his session at 18th Cloud Expo, Darren Guccione, CEO of Keeper Security, revealed what you need to know when it comes to encryption in the cloud.
We're entering the post-smartphone era, where wearable gadgets from watches and fitness bands to glasses and health aids will power the next technological revolution. With mass adoption of wearable devices comes a new data ecosystem that must be protected. Wearables open new pathways that facilitate the tracking, sharing and storing of consumers’ personal health, location and daily activity data. Consumers have some idea of the data these devices capture, but most don’t realize how revealing and...
What are the successful IoT innovations from emerging markets? What are the unique challenges and opportunities from these markets? How did the constraints in connectivity among others lead to groundbreaking insights? In her session at @ThingsExpo, Carmen Feliciano, a Principal at AMDG, will answer all these questions and share how you can apply IoT best practices and frameworks from the emerging markets to your own business.
Ask someone to architect an Internet of Things (IoT) solution and you are guaranteed to see a reference to the cloud. This would lead you to believe that IoT requires the cloud to exist. However, there are many IoT use cases where the cloud is not feasible or desirable. In his session at @ThingsExpo, Dave McCarthy, Director of Products at Bsquare Corporation, will discuss the strategies that exist to extend intelligence directly to IoT devices and sensors, freeing them from the constraints of ...
You think you know what’s in your data. But do you? Most organizations are now aware of the business intelligence represented by their data. Data science stands to take this to a level you never thought of – literally. The techniques of data science, when used with the capabilities of Big Data technologies, can make connections you had not yet imagined, helping you discover new insights and ask new questions of your data. In his session at @ThingsExpo, Sarbjit Sarkaria, data science team lead ...
Extracting business value from Internet of Things (IoT) data doesn’t happen overnight. There are several requirements that must be satisfied, including IoT device enablement, data analysis, real-time detection of complex events and automated orchestration of actions. Unfortunately, too many companies fall short in achieving their business goals by implementing incomplete solutions or not focusing on tangible use cases. In his general session at @ThingsExpo, Dave McCarthy, Director of Products...
Traditional IT, great for stable systems of record, is struggling to cope with newer, agile systems of engagement requirements coming straight from the business. In his session at 18th Cloud Expo, William Morrish, General Manager of Product Sales at Interoute, outlined ways of exploiting new architectures to enable both systems and building them to support your existing platforms, with an eye for the future. Technologies such as Docker and the hyper-convergence of computing, networking and sto...
WebRTC is bringing significant change to the communications landscape that will bridge the worlds of web and telephony, making the Internet the new standard for communications. Cloud9 took the road less traveled and used WebRTC to create a downloadable enterprise-grade communications platform that is changing the communication dynamic in the financial sector. In his session at @ThingsExpo, Leo Papadopoulos, CTO of Cloud9, discussed the importance of WebRTC and how it enables companies to focus...