Welcome!

IBM Cloud Authors: Olivier Huynh Van, Sematext Blog, Elizabeth White, Liz McMillan, Pat Romanski

News Feed Item

Lenovo informa resultados do terceiro trimestre de 2013/2014

O grupo Lenovo anunciou hoje resultados recordes do terceiro trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013, impulsionados por uma forte execução global, um portfólio de produtos inovadores e um mix crescente das receitas do PC Plus. A receita trimestral foi de US$ 10,8 bilhões, um aumento de 15% na comparação de ano para ano, ultrapassando o marco de US$ 10 bilhões pela primeira vez. O lucro do terceiro trimestre cresceu ainda mais rápido, com aumento do rendimento antes dos impostos de 30% em relação ao ano anterior para US$ 321 milhões, enquanto os ganhos aumentaram em 30% em relação ao ano anterior, para US$ 265 milhões. A Lenovo enviou um número recorde de 32,6 milhões de aparelhos no trimestre ou quase cinco aparelhos a cada segundo. O mix de vendas da Lenovo para o terceiro trimestre da divisão de produtos digitais residenciais e de internet móvel, que desenvolve produtos PC Plus como smartphones, tablets e TVs inteligentes foi de 16% do total das receitas, um aumento de 11% em comparação ao ano anterior e 7% de dois anos atrás, com constante aumento de lucratividade.

Pelo terceiro trimestre consecutivo, a Lenovo foi a maior fornecedora mundial de computadores*, com a maior quota trimestral de mercado de 18,5%, um aumento de 2,4 pontos em comparação com o ano anterior. O recorde de maior fatia de mercado na região do Oriente Médio, Europa e África, Ásia-Pacífico e China, onde a empresa ficou posicionada como a número um em cinco dos sete maiores mercados globais de computadores – apoiou esse forte desempenho. As vendas de computadores da Lenovo para o terceiro trimestre fiscal foram de 15,3 milhões de unidades, sendo mais uma vez a empresa com o crescimento mais rápido dos cinco principais fabricantes de computadores. Este também foi o 19º trimestre consecutivo em que a Lenovo superou a indústria como um todo, crescendo 14 pontos neste mercado.

Também pelo terceiro trimestre consecutivo, as remessas combinadas de smartphones e tablets da Lenovo – 17,3 milhões de dispositivos – ultrapassaram os 15,3 milhões de computadores vendidos. A empresa também continuou a ser a quarta maior fornecedora de smartphones do mundo com 4,8% de participação de mercado, aumentando as vendas em 47% de ano para ano, impulsionada pelo excelente desempenho dos lançamentos de smartphones em diversos novos mercados. Em tablets, a Lenovo teve um recorde de 3,4 milhões de remessas, um aumento de mais de 300% de ano para ano. A força do tablet foi impulsionada pelo lançamento do Yoga Tablet, o primeiro tablet multimodo do mundo. Juntos, esses resultados ilustram claramente a transformação do PC Plus da Lenovo.

"A Lenovo teve um excelente desempenho no último trimestre, alcançando recordes tanto de receita quanto de lucro. Aproveitando a forte execução da nossa estratégia, produtos inovadores e crescimento dos nossos negócios de PC Plus, continuamos cumprindo nosso compromisso de aumentar nossa lucratividade, e estamos confiantes de que manteremos esse impulso nos nossos negócios já existentes", disse Yang Yuanqing, presidente e diretor executivo da Lenovo. "Além disso, as aquisições de servidores da Motorola e IBM que acabamos de anunciar são um ajuste perfeito para nossa estratégia de PC Plus. Como a nossa prioridade atual é a plena participação nos processos de aprovação regulatórios, tenho certeza de que a partir do primeiro dia depois do fechamento, essas empresas começarão a contribuir rapidamente para o nosso desempenho e se tornarão pilares de crescimento sustentável de longo prazo."

O lucro bruto da empresa no terceiro trimestre fiscal aumentou 15% de ano para ano, para US$ 1,36 bilhão, com margem bruta de 12,6%. O lucro operacional do trimestre aumentou 37% de ano para ano, totalizando US$ 334 milhões. Os rendimentos básicos por ação no terceiro trimestre fiscal foram de 2,56 centavos de dólar ou 19,85 centavos de HK. As reservas líquidas de caixa em 31 de dezembro de 2013 totalizaram US$ 3,4 bilhões.

VISÃO GEOGRÁFICA GERAL

A Lenovo da China registrou US$ 4 bilhões em receitas no terceiro trimestre fiscal, relativamente estável de ano para ano, representando 37% das receitas da empresa em todo o mundo. O desempenho na China refletiu uma desaceleração temporária no mercado local de computadores, que se estabilizou e está vendo um aumento nos preços, enquanto que urbanização, atualização corporativa e inovações de produtos PC Plus estão conduzindo a demanda futura. Durante o terceiro trimestre, a Lenovo fortaleceu ainda mais sua posição como a principal fabricante de computadores da China, com participação de mercado na China de 37,9, um aumento de 0,5 ponto na comparação com o ano anterior, como a número dois em smartphones e número três em tablets.

Na região da Ásia Pacífico, a receita da Lenovo totalizou US$ 1,6 bilhão no terceiro trimestre ou 15% da receita mundial da empresa, um aumento de 22% em comparação com o ano anterior. A execução sólida levou a um forte crescimento das vendas de smartphones e os tablets tiveram um hiper crescimento em países da Associação das nações do sudeste da Ásia. A Lenovo também recuperou sua posição de número um em computadores, com uma participação de mercado recorde de 15,9%, aumento de 2,0 pontos na comparação com o ano anterior, alcançando um marco de vendas de 1 milhão de smartphones.

A receita da Lenovo na região da Europa/Oriente Médio/África (EMEA) viu um crescimento de 25% no terceiro trimestre fiscal alcançando US$ 2,9 bilhões, representando 27% da receita mundial da Lenovo. Durante o trimestre, a Lenovo reforçou sua forte posição de número dois em computadores com remessas de computadores de até 27%, superando o mercado em 33 pontos percentuais, protegendo as vendas de computadores corporativos e atacando em SMB e computadores voltados para o consumidor. A Lenovo é agora número um em 11 países do Oriente Médio, Europa e África. Notadamente, a região do Oriente Médio, Europa e África também abriu caminho nas vendas de tablets, aumentando as remessas em quase 450% na comparação de ano para ano.

A receita nas Américasfoi de US$ 2,3 bilhões para o terceiro trimestre fiscal, um aumento de 36% em comparação com o ano anterior, representando 21% da receita mundial da empresa. A região das Américas viu crescimento de 28% nas vendas de computadores, um ganho de quota de 2,7 pontos para chegar a 11% por cento de participação, superando o mercado em 31 pontos percentuais. Desempenho no Brasil – impulsionado por uma gestão forte, dimensionamento de uma nova fábrica e integração de CCE – resultando em um crescimento de remessas de computadores de 378%, para um recorde de 18,6% de participação de mercado no país. Os negócios de computadores nos EUA continuam a desempenhar um papel significativo na região das Américas, com remessas de até 21% em comparação ao ano anterior, e 15 pontos de participação de mercado.

VISÃO GERAL DO PRODUTO

Durante o terceiro trimestre fiscal, os computadores Laptop (notebooks) da Lenovo foram os maiores contribuintes para a receita mundial da Empresa, gerando 50% da receita total da Lenovo. Na indústria, as vendas de notebooks diminuíram 6,3% em comparação ao ano anterior. Apesar do cenário difícil, as vendas consolidadas dos negócios de notebooks da Lenovo no mundo totalizaram no terceiro trimestre fiscal US$ 5,4 bilhões, um aumento de 11% em comparação ao ano anterior. A empresa obteve 2,7 pontos de participação e alcançou uma participação de mercado de 18,8%. Durante o terceiro trimestre fiscal, a Empresa anunciou o Lenovo A10, um notebook dual-mode com preço acessível, ultra-portátil, e o primeiro da empresa a utilizar o Android 4.2 OS. Pesando menos de 1 kg e medindo apenas 17,3 milímetros no seu ponto mais espesso, o Lenovo A10 é um dos mais finos e leves notebooks de consumo do mercado atual.

As vendas de computadores Desktop da Lenovo cresceram 9,1% no mundo em comparação ao ano anterior durante o terceiro trimestre fiscal, comparadas com um recuo na indústria como um todo de 3%. Como resultado, a Lenovo ganhou 2 pontos de participação em comparação ao ano anterior e alcançou uma participação de mercado de 18%. As vendas consolidadas dos computadores desktop da Lenovo aumentaram em 12% em comparação ao ano anterior no terceiro trimestre para US$ 3,2 bilhões, ou 29% da receita total da Lenovo. Durante o trimestre, a Lenovo anunciou quatro novos desktops all-in-one, aumentando a vantagem da empresa na competitividade dessa categoria de produto. O destaque foi o super-widescreen Lenovo B750, com sua tela de 29 polegadas. De acordo com a IDC, a Lenovo é a número um no mercado de AIO em todo o mundo, em ambos os segmentos de consumo e comerciais.

As vendas consolidadas dos produtos Mobile Internet and Digital Home (MIDH) da Lenovo, incluindo smartphones e tablets, aumentaram 73% em comparação ao ano anterior durante o terceiro trimestre fiscal para US$ 1,7 bilhão, representando 16% da receita total da empresa durante o trimestre. As vendas de tablets aumentaram 326% em comparação ao ano anterior, um recorde de 3,4 milhões de unidades, com uma participação de mercado de 4,3%. Durante seu terceiro trimestre fiscal, a Lenovo anunciou seu Yoga Tablet multimodo com três modos únicos: parado, inclinado e suporte, proporcionando aos consumidores a melhor maneira de usar um tablet e uma bateria com duração de incríveis 18 horas. O Yoga Tablet foi anunciado em um evento de lançamento ao vivo com o ator Ashton Kutcher, que estreou como o mais novo engenheiro de produto da Lenovo. Também foi anunciado no terceiro trimestre o tablet Miix2 de 8 polegadas da Lenovo, uma continuação de seu popular antecessor, o Lenovo Miix Tablet.

ACOMPANHAMENTO DE RECORDES DE M&A E AQUISIÇÕES RECENTES DA LENOVO

Desde o fechamento da aquisição da divisão de computadores pessoais da IBM e da linha ThinkPad em 2005, conseguimos com sucesso seis integrações, incluindo a joint venture com a NEC no Japão, a aquisição da Medion na Alemanha, a aquisição da CCE no Brasil, a parceria estratégica e joint venture com a EMC nos EUA, a aquisição da Stoneware nos EUA e sua joint venture com a Compal na China. Durante este tempo, a Lenovo tornou-se a empresa número um de computadores do mundo, número 2 como fabricante de computadores+tablet, número três como fabricante de dispositivos inteligente conectados, ao mesmo tempo aumentando a receita e a rentabilidade diversas vezes.

A Lenovo recentemente anunciou investimentos nos negócios de servidores Motorola Mobility e IBM que são os próximos passos lógicos na estratégia de sucesso do "PC Plus". Após a conclusão da transação de servidores da IBM, a Lenovo será a empresa número 3 em servidores globalmente em um negócio com margens mais elevadas que os computadores. Com a compra da Motorola, a Lenovo torna-se o terceiro maior fabricante de smartphones. Uma ampla variedade de oportunidades de redução de custos e escala, a icônica marca Motorola e a oportunidade de expandir o alcance global da Motorola colocará rapidamente este negócio em um caminho tangível para o sucesso. Com esta compra, a Lenovo acredita firmemente que acelerará o alcance geográfico e a competitividade de seus negócios de smartphones, tablets e servidores já existentes, assegurando um crescimento futuro ainda mais forte e mais sustentável.

*consulte os dados IDC do 4.º trimestre de 2013

SOBRE A LENOVO

A Lenovo (HKSE: 0992) (Pink Sheets: LNVGY) é uma empresa de tecnologia pessoal de US$ 34 bilhões – a maior empresa de computadores do mundo, atendendo clientes em mais de 160 países. Dedicados a produzir dispositivos de internet móvel e computadores excepcionalmente projetados, os negócios da Lenovo são criados a partir de inovação de produtos, uma cadeia global de suprimentos altamente eficiente e forte execução estratégica. Formada com a aquisição da antiga divisão de computadores pessoais da IBM pelo Grupo Lenovo, a empresa desenvolve, fabrica e comercializa serviços e produtos tecnológicos fáceis de usar, seguros, confiáveis e de alta qualidade. Suas linhas de produtos incluem os lendários computadores de consumo da marca Idea e os computadores comerciais da marca Think, além de servidores, estações de trabalho e uma família de dispositivos de internet móvel que inclui tablets e smartphones. A Lenovo, uma empresa global Fortune 500, tem importantes centros de pesquisa em Yamato, no Japão, Pequim, Xangai e Shenzhen, na China, e Raleigh, na Carolina do Norte, EUA. Para obter informações adicionais, acesse www.lenovo.com.

         

GRUPO LENOVO

RESUMO FINANCEIRO

Para o trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013

 

(em milhões de US$, exceto para dados de participação acionária)

 
 
3.º trimestre
2013/2014
   
3.º trimestre
2012/2013
   
em relação ao ano anterior
CHG
Receita 10.789       9.359       15 %
Lucro bruto 1.363       1.190       15 %
Margem de lucro bruto 12,6 %     12,7 %     -0,1pt  
Despesas operacionais (1.029 )     (947 )     9 %
Índice de despesas para receita 9,5 %     10,1 %     -0,6 pt  
Lucro operacional 334       243       37 %
Outras despesas/rendimentos não operacionais (13 )     3       n/a  
Receita bruta 321       246       30 %
Tributação (56 )     (46 )     20 %
Lucro no período 265       200       33 %
Participação minoritária 0       (5 )     n/a  
Lucro atribuível aos acionistas 265       205       30 %
Lucro por ação (centavos de US$)
Básica 2,56 1,99
Diluída 2,52       1,96        

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

@ThingsExpo Stories
IoT offers a value of almost $4 trillion to the manufacturing industry through platforms that can improve margins, optimize operations & drive high performance work teams. By using IoT technologies as a foundation, manufacturing customers are integrating worker safety with manufacturing systems, driving deep collaboration and utilizing analytics to exponentially increased per-unit margins. However, as Benoit Lheureux, the VP for Research at Gartner points out, “IoT project implementers often ...
The Jevons Paradox suggests that when technological advances increase efficiency of a resource, it results in an overall increase in consumption. Writing on the increased use of coal as a result of technological improvements, 19th-century economist William Stanley Jevons found that these improvements led to the development of new ways to utilize coal. In his session at 19th Cloud Expo, Mark Thiele, Chief Strategy Officer for Apcera, will compare the Jevons Paradox to modern-day enterprise IT, e...
Complete Internet of Things (IoT) embedded device security is not just about the device but involves the entire product’s identity, data and control integrity, and services traversing the cloud. A device can no longer be looked at as an island; it is a part of a system. In fact, given the cross-domain interactions enabled by IoT it could be a part of many systems. Also, depending on where the device is deployed, for example, in the office building versus a factory floor or oil field, security ha...
SYS-CON Events announced today the Enterprise IoT Bootcamp, being held November 1-2, 2016, in conjunction with 19th Cloud Expo | @ThingsExpo at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. Combined with real-world scenarios and use cases, the Enterprise IoT Bootcamp is not just based on presentations but with hands-on demos and detailed walkthroughs. We will introduce you to a variety of real world use cases prototyped using Arduino, Raspberry Pi, BeagleBone, Spark, and Intel Edison. Y...
Is your aging software platform suffering from technical debt while the market changes and demands new solutions at a faster clip? It’s a bold move, but you might consider walking away from your core platform and starting fresh. ReadyTalk did exactly that. In his General Session at 19th Cloud Expo, Michael Chambliss, Head of Engineering at ReadyTalk, will discuss why and how ReadyTalk diverted from healthy revenue and over a decade of audio conferencing product development to start an innovati...
Fifty billion connected devices and still no winning protocols standards. HTTP, WebSockets, MQTT, and CoAP seem to be leading in the IoT protocol race at the moment but many more protocols are getting introduced on a regular basis. Each protocol has its pros and cons depending on the nature of the communications. Does there really need to be only one protocol to rule them all? Of course not. In his session at @ThingsExpo, Chris Matthieu, co-founder and CTO of Octoblu, walk you through how Oct...
SYS-CON Events announced today that Bsquare has been named “Silver Sponsor” of SYS-CON's @ThingsExpo, which will take place on November 1–3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. For more than two decades, Bsquare has helped its customers extract business value from a broad array of physical assets by making them intelligent, connecting them, and using the data they generate to optimize business processes.
Identity is in everything and customers are looking to their providers to ensure the security of their identities, transactions and data. With the increased reliance on cloud-based services, service providers must build security and trust into their offerings, adding value to customers and improving the user experience. Making identity, security and privacy easy for customers provides a unique advantage over the competition.
There are several IoTs: the Industrial Internet, Consumer Wearables, Wearables and Healthcare, Supply Chains, and the movement toward Smart Grids, Cities, Regions, and Nations. There are competing communications standards every step of the way, a bewildering array of sensors and devices, and an entire world of competing data analytics platforms. To some this appears to be chaos. In this power panel at @ThingsExpo, moderated by Conference Chair Roger Strukhoff, Bradley Holt, Developer Advocate a...
If you’re responsible for an application that depends on the data or functionality of various IoT endpoints – either sensors or devices – your brand reputation depends on the security, reliability, and compliance of its many integrated parts. If your application fails to deliver the expected business results, your customers and partners won't care if that failure stems from the code you developed or from a component that you integrated. What can you do to ensure that the endpoints work as expect...
So, you bought into the current machine learning craze and went on to collect millions/billions of records from this promising new data source. Now, what do you do with them? Too often, the abundance of data quickly turns into an abundance of problems. How do you extract that "magic essence" from your data without falling into the common pitfalls? In her session at @ThingsExpo, Natalia Ponomareva, Software Engineer at Google, provided tips on how to be successful in large scale machine learning...
If you had a chance to enter on the ground level of the largest e-commerce market in the world – would you? China is the world’s most populated country with the second largest economy and the world’s fastest growing market. It is estimated that by 2018 the Chinese market will be reaching over $30 billion in gaming revenue alone. Admittedly for a foreign company, doing business in China can be challenging. Often changing laws, administrative regulations and the often inscrutable Chinese Interne...
In his general session at 18th Cloud Expo, Lee Atchison, Principal Cloud Architect and Advocate at New Relic, discussed cloud as a ‘better data center’ and how it adds new capacity (faster) and improves application availability (redundancy). The cloud is a ‘Dynamic Tool for Dynamic Apps’ and resource allocation is an integral part of your application architecture, so use only the resources you need and allocate /de-allocate resources on the fly.
Enterprise IT has been in the era of Hybrid Cloud for some time now. But it seems most conversations about Hybrid are focused on integrating AWS, Microsoft Azure, or Google ECM into existing on-premises systems. Where is all the Private Cloud? What do technology providers need to do to make their offerings more compelling? How should enterprise IT executives and buyers define their focus, needs, and roadmap, and communicate that clearly to the providers?
SYS-CON Events announced today that Commvault, a global leader in enterprise data protection and information management, has been named “Bronze Sponsor” of SYS-CON's 19th International Cloud Expo, which will take place on November 1–3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA. Commvault is a leading provider of data protection and information management solutions, helping companies worldwide activate their data to drive more value and business insight and to transform moder...
The many IoT deployments around the world are busy integrating smart devices and sensors into their enterprise IT infrastructures. Yet all of this technology – and there are an amazing number of choices – is of no use without the software to gather, communicate, and analyze the new data flows. Without software, there is no IT. In this power panel at @ThingsExpo, moderated by Conference Chair Roger Strukhoff, panelists will look at the protocols that communicate data and the emerging data analy...
Digital innovation is the next big wave of business transformation based on digital technologies of which IoT and Big Data are key components, For example: Business boundary innovation is a challenge to excavate third-party business value using IoT and BigData, like Nest Business structure innovation may propose re-building business structure from scratch, as Uber does in the taxicab industry The social model innovation is also a big challenge to the new social architecture with the design fr...
Data is an unusual currency; it is not restricted by the same transactional limitations as money or people. In fact, the more that you leverage your data across multiple business use cases, the more valuable it becomes to the organization. And the same can be said about the organization’s analytics. In his session at 19th Cloud Expo, Bill Schmarzo, CTO for the Big Data Practice at EMC, will introduce a methodology for capturing, enriching and sharing data (and analytics) across the organizati...
IoT is fundamentally transforming the auto industry, turning the vehicle into a hub for connected services, including safety, infotainment and usage-based insurance. Auto manufacturers – and businesses across all verticals – have built an entire ecosystem around the Connected Car, creating new customer touch points and revenue streams. In his session at @ThingsExpo, Macario Namie, Head of IoT Strategy at Cisco Jasper, will share real-world examples of how IoT transforms the car from a static p...
There is little doubt that Big Data solutions will have an increasing role in the Enterprise IT mainstream over time. Big Data at Cloud Expo - to be held November 1-3, 2016, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA - has announced its Call for Papers is open. Cloud computing is being adopted in one form or another by 94% of enterprises today. Tens of billions of new devices are being connected to The Internet of Things. And Big Data is driving this bus. An exponential increase is...